Container

Atendimento via Telefone

(53) 3271.0002
(53) 99141.3295

Endereço Centro de Eventos

Av. Pinheiro Machado, 3390/BR - 116
Dist. Industrial - Pelotas - RS - 96040500

CDL Pelotas

R. Félix da Cunha, 765 Centro - Pelotas - RS
(53) 3284-8699 - cdlpelotas@cdlpelotas.com.br

Para uma grande plateia, um doce espetáculo

Todos os direitos reservados Fenadoce 2016

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Mala Direta

Por dentro

Corte 2018 - Conheça a candidata Caroline Cortez Garcia

Publicado 18/09/2017 11:33

Seguimos conhecendo um pouco das 20 candidatas à corte da Fenadoce 2018. Cada uma delas respondeu a quatro perguntas idênticas em que foram questionadas sobre a sua participação no concurso e também a sua relação com Pelotas e a Fenadoce.

1) O que motivou você a se candidatar para o Concurso da Corte?
Desde muito pequena sonho em representar a corte da Fenadoce, pois além de ser uma feira encantadora por tão bem representar a história e a cultura doceira de Pelotas, é um grande evento que estimula o desenvolvimento econômico da cidade.

 

2) Neste ano o concurso foca em escolher uma rainha que represente a bondade através dos seus atos. Como você busca isso na sua vida no dia a dia?Acredito que a bondade esteja nas pequenas ações do nosso dia a dia que, somadas, são capazes de dar mais luz e significado para a vida. As minhas ações estão ligadas ao que sou enquanto pessoa, às minhas atitudes. Por isso busco ser sempre prestativa, gentil e educada, entendendo que as pessoas são diferentes e que precisamos respeitar o espaço do outro, a fim de convivermos em harmonia.

 

3) Qual a sua ligação com Pelotas e a Fenadoce?
Apesar de ser natural de Piratini, grande parte dos meus familiares residem em Pelotas há muitos anos, o que sempre me fez visitar a cidade, e por conseqüência, a Fenadoce. No ano de 2012 vim para a terra do doce para estudar, e desde então, a adotei como a minha cidade.

 

4) Qual a sua lembrança mais marcante da Fenadoce?
Das inúmeras visitas que fiz à Fenadoce, a mais marcante foi em um ano que, ainda criança, visitei a feira com a escola, onde eu e meus colegas nos deparamos com uma fonte em meio a praça de alimentação, e ali pudemos jogar moedas e fazer pedidos. Naquele mesmo dia havia conhecido a corte da feira, e por ter ficado encantada com a simpatia das soberanas, desejei que em algum momento eu pudesse estar no lugar de uma delas.

Fonte: Reverso Comunicação Integrada

Compartilhe

Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS