Container

Atendimento via Telefone

(53) 3271.0002
(53) 99141.3295

Endereço Centro de Eventos

Av. Pinheiro Machado, 3390/BR - 116
Dist. Industrial - Pelotas - RS - 96040500

CDL Pelotas

R. Félix da Cunha, 765 Centro - Pelotas - RS
(53) 3284-8699 - cdlpelotas@cdlpelotas.com.br

Para uma grande plateia, um doce espetáculo

Todos os direitos reservados Fenadoce 2016

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Mala Direta

Por dentro

Estudantes de Enfermagem da UFPel conversam com visitantes sobre doação de órgãos e tecidos

Publicado 19/06/2019 21:06

 Em alusão aos 50 anos da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), o estande da Instituição na 27ª Feira Nacional do Doce apresenta, diariamente, projetos executados por acadêmicos. Na quarta-feira (19), um dos projetos presentes no espaço foi o "Conversando sobre doação", do curso de Enfermagem. 
 
Na oportunidade as acadêmicas do 9º semestre de Enfermagem, Juliane Giudice, e do 7º semestre de Enfermagem, Caroline Barcellos, conversaram com os visitantes sobre a importância de dialogar com familiares sobre o desejo em ser um doador de órgãos. Atualmente, conter a carteirinha de doador ou declarar ainda em vida o desejo não é válido. No momento do falecimento, apenas os familiares poderão garantir que ocorra ou não a doação. "A legislação mudou, e muitos ainda não sabem que apenas com o 'sim' dos familiares é que os órgãos ou tecidos poderão ser utilizados por outros", afirma Caroline. Além da conversa com a população, as estudantes também distribuíram um livro feito especialmente para o público infantil. Intitulado "Deixe mais do que saudade", a história do exemplar foi desenvolvida de forma lúdica, com a temática da doação de córneas.   
 
Com intuito de alertar e sensibilizar a comunidade é que os participantes do projeto buscam diariamente, desde 2017, ocupar espaços públicos de Pelotas. De acordo com as acadêmicas, muitos mitos ainda são disseminados sobre doação de órgãos ou tecidos, o que impede que muitas vidas sejam salvas por receio. "Queremos que a população entenda que não há problema escolher não ser doador, mas também queremos desmistificar mitos e informações destorcidas", comenta Caroline. De acordo com a estudante Juliane, atualmente 39% das famílias dizem 'não' para a doação por não saberem o real desejo do parente falecido. A parceria entre UFPel  e Fenadoce representa, para as acadêmicas, uma oportunidade de mostrar à comunidade em geral tudo que é desenvolvido em prol da população dentro da Universidade. "Às vezes estamos na rua mas as pessoas não sabem bem de onde viemos, o que estudamos, e aqui é uma boa vitrine para mostrar de forma didática o que fazemos e do que podem usufruir", afirma Juliana. 
 
O grupo é multidisciplinar, contendo participação de estudantes e profissionais de áreas diversas como Medicina, Medicina Veterinária e Antropologia. Além de dialogar com a população em ambientes públicos, o projeto também realiza capacitações. "Já conversamos, por exemplo, com estudantes do Técnico de Enfermagem que, mesmo sendo da área da saúde, não têm a temática abordada durante o curso", comenta Caroline. 
 
Ingressos Fenadoce
A 27ª Fenadoce está com novos valores: agora a entrada na feira passa ter o mesmo preço da edição de 2018! O público pode visitar a Fenadoce de segunda à sexta com o ingresso no valor de R$10 e aos fins de semana e feriados R$12. A taxa para veículos é R$15.

Fonte: Reverso Comunicação Integrada

Compartilhe

Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS